By Fernando Neves de Almeida
Text & Tile Image (if Text)

Na União Europeia o Turismo vale 10% do PIB em Portugal 8%. Há que recuperar este gap e mesmo ser mais ambicioso e colocar Portugal acima da média europeia. O país tem todas as condições e recursos naturais, há é que potenciar todas as sua mais valias e recursos humanos.

Para o conseguir há que abraçar e superar os desafios de tornar o Turismo mais forte, mais competitivo, mais inovador e mais sustentável para consolidar Portugal como destino turístico.

Mas para o fazer são precisas pessoas. As pessoas são o principal ativo o turismo e Portugal precisa de investir na formação, qualificação, valorização e emprego no turismo. Há que procurar, recrutar e reter Talento para o Turismo.

O Turismo e as suas várias indústrias associadas têm muito a ver com a experiência e essa experiência tem muito a ver com a atitude de quem está a proporcionar esse serviço, conseguirmos proporcionar uma boa experiência às pessoas pressupõe conseguirmos recrutar as pessoas que gostam de trabalhar nessa indústria.

Lembremo-nos que esta é uma indústria que historicamente sido uma fonte de inovação. Foi o setor pioneiro na integração digital e o grande catalisador da grande mudança na inovação que foi colocar o cliente no centro.

Para o Turismo em Portugal o desafio está em conseguir criar uma cultura organizacional própria e que consiga prestar um bom serviço ao cliente, uma vez que é uma na qual há muita rotatividade, o que dificulta a retenção de Talento.

Para alcançar a ambição de querer o Turismo a crescer acima da média europeia são precisas pessoas que queiram vir para o setor e a querem vir para o setor como uma opção de vida, como sendo um setor que lhes pode trazer mais valias.   

No final do segundo trimestre o setor empregava quase 7% do total da população empregada em Portugal e a expetativa é que o número continue a crescer. Mas há aqui um outro desafio que passa pela formação.

Quando se desempenha uma função de contacto com terceiros, seja ele qual for, há um conjunto de regras e de princípios que se soubermos fazer facilitam essa interação. E o turismo por definição tem contacto com pessoas. E há a obrigação de ser profissional no relacionamento e há um certo défice de formação a esse nível que em de ser colmatado.  

As organizações do setor têm de estar dispostas a contratar bem e pensar em formas de reter o melhor Talento – aqui as empresas de recrutamento podem ser um parceiro precioso – de forma a garantir que se proporciona um bom serviço e a experiência é de qualidade, de forma a consolidar Portugal como destino turístico.  

More Blog Posts by Fernando Neves de Almeida

This website uses cookies to ensure you get the best experience on our website.  Learn more